Trabalhando com Produtos Compostos no Sistema Gransoft

Este tutorial explica o modelo de operação dos Produtos Compostos (associações) do sistema Gransoft.

Trabalhando com Produtos Compostos no Sistema Gransoft

Este tutorial explica o modelo de operação dos Produtos Compostos (associações) do sistema GRANSOFT.

O processo de Baixa de Estoque de Produtos Compostos (associados) foi alterado para dar maior transparência às operações internas do sistema GRANSOFT.
Anteriormente, a baixa de estoque das composições ocorriam somente quando era realizada uma VENDA. A partir desta nova implementação (12/07/2016) a baixa de estoque de produtos associados deverá ser feita via ROMANEIO DE SAÍDA.

Também a ENTRADA DE ESTOQUE do produto principal deverá ocorrer através de um ROMANEIO DE ENTRADA.

Este conceito foi alterado para que as movimentações de estoque possam ser escrituradas de forma mais eficiente, dando maior transparência nas movimentações de estoque.

O PRODUTO COMPOSTO, como o próprio nome já diz, é um produto que geralmente é industrializado internamente, sendo que a empresa disponibiliza este estoque para venda.

EXEMPLO: Supondo que a empresa comercialize Pias de Mármore Pré-Fabricados, ou Janelas, etc. Deverá criar o cadastro deste produto e sinalizar a quantidade de insumos (matérias primas) utilizados para a confecção do produto (ex: cimento, água, granito, esquadria, etc).

Cada Produto Composto terá um estoque individual, e o custo do produto será a totalização da porção de insumos que foram cadastrados para o mesmo.

EXEMPLO: Imagine que a empresa deseja manter certa quantidade EM ESTOQUE de um Produto Composto (exemplo: Janelas). A empresa poderá FABRICAR uma quantidade X do produto JANELAS, já efetuando a baixa de estoque da composição da JANELA (Vidros, esquadrias, dobradiças, etc). As baixas de estoque dos insumos, e entrada de estoque dos Produtos Compostos será feito via Romaneios de Entrada / Saida, que podem ser gerados automaticamente a partir de uma ORDEM DE SERVIÇO (que vai controlar o processo de PRODUÇÃO).

VAMOS VER COMO FICARÁ O PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO DE PRODUTOS COMPOSTOS NA PRÁTICA:

1 - No cadastro de PRODUTOS COMPOSTOS, pode criar um ITEM COMPOSTO e adicionar as COMPOSIÇÕES


- Será possível também adicionar UM PRODUTO COMPOSTO DENTRO DE UM PRODUTO COMPOSTO. Isso porque o estoque de cada PRODUTO COMPOSTO será individual.


3 - PARA CRIAR ESTOQUE em um PRODUTO COMPOSTO, poderá ser feito um ROMANEIO DE ENTRADA ou um INVENTÁRIO. Porém, caso a empresa pode criar uma ORDEM DE SERVIÇO DE COMPOSIÇÃO para controlar o processo de produção e a quantidade de materiais utilizados na composição.

4 - Para criar uma ORDEM DE SERVIÇO DE COMPOSIÇÃO, basta navegar no menu PRODUÇÃO --> ORDENS DE SERVIÇO


5 - Será exibido a tela já conhecida listando todas as ORDENS DE SERVIÇO.

Neste caso, foi feita uma adaptação permitindo listar as ORDENS DE SERVIÇO DE COMPOSIÇÃO (Produção Composição).
Nesta tela, foi criado o botão [ADD. IND. COMPOSIÇÃO]



OBSERVAÇÃO: Este botão somente será exibido caso a empresa possuir pelo menos um ITEM COMPOSTO cadastrado no sistema.
6 - Ao criar a OS de COMPOSIÇÃO, será exibido uma tela de Ordem de Serviço específica. O número desta OS será "KIT/NRO OS" ou "PROD/NRO OS", este será um padrão do sistema que vai identificar EXCLUSIVAMENTE as OS de COMPOSIÇÃO, ou seja, NÃO SERÁ PERMITIDO O USUÁRIO ALTERAR O NRO DA OS.

Outro ponto é que esta ORDEM DE SERVIÇO NÃO ESTARÁ ASSOCIADO A NENHUM PEDIDO, haja visto que a venda do PRODUTO FINAL será feita da mesma forma como se é vendido uma cuba (Produto Para Revenda).

7 - No detalhe da OS, clicar no botão ADICIONAR ITEM


8 - Será exibido uma tela listando APENAS OS PRODUTOS COMPOSTOS

9 - Depois de selecionado, o item aparecerá na lista de itens da Ordem de Serviço. Será possível incluir vários itens.

OBSERVAÇÃO: Se incluir o mesmo item, ou se o item já estiver na Listagem, o sistema não fará nova inclusão.

10 - Depois de adicionado os itens na OS, poderá consultar a quantidade que será DADO BAIXA DO ESTOQUE na aba "INSUMOS"


Somente poderá ser editada a quantidade a ser produzida.

11 - O Relatório da OS terá um layout diferenciado, destacando a quantidade que será CONSUMIDA para a produção do PRODUTO COMPOSTO


12 - Durante todo o Processo, a ORDEM DE SERVIÇO poderá ser monitorada no Painel de OS da mesma forma como é feito hoje pelo painel de controle da Produção.

13 - A ORDEM DE SERVIÇO só poderá ser FINALIZADA apenas quando o usuário clicar no botão "ATUALIZAR ESTOQUE". Ao atualizar o Estoque, será dado baixa da ORDEM DE PRODUÇÃO (O status da OS passará a ser FINALIZADO). Então o sistema vai gerar DOIS ROMANEIOS:
- Um romaneio de ENTRADA EM ESTOQUE para o PRODUTO COMPOSTO;
- Um romaneio e SAÍDA DE ESTOQUE para as composições, considerando a composição do produto X quantidade produzida.

Os romaneios ficarão com o Número Documento igual ao da Ordem de Serviço, para facilitar a identificação dos mesmos no sistema